Feed Rodolfo Escritor

sábado, 28 de novembro de 2015

Por que tão rude?


“Why you gotta be so rude?”

Essa é a frase da música Rude da banda Magic que me fez lembrar o quanto certos namorados sofrem com seus sogros. A frase acima é direcionada ao pai da garota que não quer dar a benção para eles se casarem. Agora pense comigo: quantos pais não fazem isso? Por inúmeros motivos, muitos deles fazem isso, sim! E aí sobra para o namorado se virar para conquistar a confiança do pai da moça; alguns até conseguem, já outros... Se casam sem a permissão, como no clipe dessa música, que, por sinal, é muito engraçado, já que o cara casa com uma touca vermelha. Alguém conhece um noivo que casou de touca?

[Tempo para pensar...]

É, imaginei mesmo que ninguém conheceria um homem que casou de touca...

Mas voltando ao tema dessa crônica, porque alguns pais são tão rudes? Me diz, por quê? Será que eles se esqueceram que tiveram que conquistar a confiança do sogrão? Ou será que foi tão difícil que eles querem fazer igual só por uma forma de “vingança”? Alguns alegam que isso acontece porque são cuidadosos e se preocupam demais com o futuro de suas princesas. Tudo bem, essa é uma boa resposta e até aceitável, mas será mesmo que eles se esqueceram que um dia, há muito tempo, eles também tiveram que “roubar” a filha do sogro?

Fazendo uma comparação, parece até aqueles professores de faculdade que são ruins, chatos, malas e orgulhosos que reprovam um aluno por meio ponto. Aí eu pergunto: será que eles nunca precisaram de meio ponto quando estavam fazendo sua graduação? Será que eles se esqueceram do passado ou fazem isso hoje para descontar o que aconteceu quando eles estudavam? Resumindo a comparação entre pais e professores: tanto um, quanto o outro esquece do passado.

[Em minha defesa, gostaria de esclarecer que essa é uma visão geral e que nem todos os pais e professores são assim. Atenção, isso não é uma crítica, ok?]

Quando o candidato a marido da filha é um traste, até que eu dou maior apoio à oposição do paizão protetor. O chato é que, às vezes, o cara é um pilantra e o pai sabe e não está nem aí — vale lembrar que tem aquele que se faz de bonzinho e engana a todos. Mas há casos em que o rapaz é gente boa, esforçado em relação à vida profissional (não necessariamente rico, até por que dinheiro não traz felicidade), com boas amizades e boas influências e mesmo assim não é aceito pelo pai da garota.


Esse é um assunto que renderia muitas linhas se fossemos discuti-lo mais a fundo, mas que, dificilmente, mudaria a cabeça de um pai. O jeito, caros candidatos a um casório, é torcer para que seus sogros gostem de vocês.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget