A Culpa é do Sorvete

Os amigos se encontram na lanchonete. É sexta-feira, depois do expediente. Depois de pedirem aquele refrigerante(oh! eles não bebem...), começaram a conversar.
—Iaí cara, como é que você “tá”?
—Tudo bem e você?
—Cara, vou te confessar: num “tá” legal não.
—Por quê? O quê que aconteceu?
Ele deu uma risada inesperada e o questionador riu junto. Depois ele perguntou:
—Parece que não foi tão ruim assim. Você “tá” até rindo.
—É rir para não chorar. Mas isso é maldade, sabe porquê?
—Ham, fala aí!
—É porque a historia não se passou comigo, mas com meu cunhado...
Ia falando quando parou para rir. Ele não se agüentava( que maldade!)
—Pára de rir,"pô"! Conta logo!
Após alguns segundos, conseguiu o feito de parar de rir e começou a contar a historia.
—Já vou adiantando: minha irmã é muito barraqueira, daquelas “arretada” mesmo. E ontem, meu cunhado estava desejando um sorvete desde antes do almoço. E nesse desejo, saiu para comprar seu tão sonhado sorvete...
Deu uma parada,riu,se recompôs e voltou à historia:
—Até aí tudo bem, só que minha maninha ficou nervosa, porque ele pediu permissão para ela, que não havia deixado. A mulher virou o bicho e não queria papo. Ligou para ele esculaxando-o, dizendo para ele engolir o sorvete, dormir com o sorvete, morar com o sorvete...Sabe como é mulher quando está de TPM, não é? E ainda mais minha irmã.
—É, sei sim.
—Pois é. Nesse dia meu cunhado chegou em casa e minha irmã não quis papo com ele. E o pior: ainda pôs ele para dormir no sofá.
—Nossa!
—É fiquei sem reação quando ele me contou a história.
—Caraca! Que mulherzinha brava! Eu que não queria casar com uma dessas aí...(risos)
—É ...a culpa é do sorvete!
Dispararam a rir e continuaram a beber seu refrigerante e rindo de outras historias engraçadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ao Lado de um Grande Homem...

Contos e Músicas: Uma parceria que deu certo

Destrua Este Diário: O Início