Capitão América - O Primeiro Vingador


Diretamente dos quadrinhos para a telona, “Capitão América” conta a história de Steve Rogers (Chris Evans). Apenas um garoto magrelo que tenta por cinco vezes se alistar no exército, sendo negado em todas, pois além de não ter porte para aquilo, ele tem asma.

É aí que aparece o Dr. Abraham Erskine (Stanley Tucci) e dá a Rogers a oportunidade tão esperada de defender a pátria amada. Todos, e até ele mesmo se perguntam porque que o doutor o havia escolhido. Ele descobriria que seria o “cobaia” de um projeto experimental que criaria o super-soldado Rogers.

Já depois do experimento e bombadão, Rogers vira o Capitão América. Só que esse Capitão América é um personagem para incentivar os jovens a se alistarem para a guerra. Um certo dia, depois de uma de suas apresentações, ele vê o General Chester Phillips (Tommy Lee Jones) assinando atestados de óbito de soldados que morreram na guerra. Aí ele se lembra do seu melhor amigo Bucky Barnes (Sebastian Stan) e se revolta. Pega o seu escudo usado nas apresentações e vai atrás dele e dos outros soldados que estão presos em uma das bases da Hydra (organização liderada por aquele que será seu inimigo: o Caveira Vermelha, interpretado por Hugo Weaving).

Ele chega na base com a ajuda de Peggy Carter (Hayley Atwell), que sofre de uma “leve”, digamos, quedinha por ele. Se infiltra no lugar e acha os soldados. Perguntado sobre quem era ele, responde:

Eu sou... o Capitão América.

Mas faltava um: Bucky Barnes, que seria encontrado preso numa cama. O Caveira Vermelha viu que nada parava o Capitão e ativou bombas-relógio. E assim, quando os dois amigos estavam procurando a saída, o prédio começou a explodir. Felizmente, conseguiram sair bem e voltaram com os outros soldados para a base.

Daí em diante começaram a invadir as bases da Hydra uma por uma. Em uma invasão a um trem que levava materiais, Barnes conheceu seu fim sendo jogado do trem diretamente para um precipício. Com isso, Rogers fica muito triste e vai beber, com a vantagem de ser geneticamente modificado, seu metabolismo queimar quatro vezes mais rápido e, consequentemente, não ficar bêbado.

Na próxima invasão que ele faz, o Caveira Vermelha coloca um plano em ação e prende Rogers. Pede para que ele revele alguns segredos, mas não a obtém. Aplica vários socos na barriga e no rosto de Rogers. A resposta é a mesma usada no começo do filme quando Barnes o salva de uma surra numa rua:

Eu poderia fazer isso o dia todo!
Quando a caveira menos espera, os soldados americanos aparecem e equilibram a disputa. No meio da confusão, o Caveira tenta fugir no seu avião a jato. Rogers tenta acompanha-lo, mas vê que não vai ser rápido suficiente. Então surge o General Phillips e Peggy Carter em um carro a jato (que por sinal é muito louco!). Eles alcançam e Rogers entra no avião logo depois de ser beijado por Peggy. Para ele, isso foi uma surpresa! 

Durante uma demorada batalha com seu inimigo, o Caveira Vermelha é morto pelo poder místico que deu essa força aos dois.

A nave estava muito rápida e ele não conseguia parar. Sua única opção foi pousar na água, ou melhor, no gelo onde fica lá por um bom tempo...



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ao Lado de um Grande Homem...

Contos e Músicas: Uma parceria que deu certo

Destrua Este Diário: O Início