A Menina Guerreira


Taís. Essa é a garota!

Estudante de nutrição, dezoito anos, belíssima com seus cabelos longos e seu olhar penetrante, sem time de preferência, fã incondicional do Metallica e guerreira. Literalmente guerreira.

De segunda a sexta ela pega no batente as 8h, mas, para isso, acorda as 5h30 e toma dois estressantes metrôs super-lotados. Eu nunca vi uma garota com tanta força, com tanto gás como ela. Sei lá, parece que ela é incansável!

Seu horário de estágio vai das 8h as 13h; ela gosta desse horário e também da empresa. Pretende seguir carreira por lá. De segunda, quarta e sexta, sai correndo para entrar as 14h em outro estágio obrigatório. Droga de faculdade! Pra quê tanto estágio obrigatório?

Sim, ela é uma guerreira, mas é que as vezes tudo se torna tão estressante que se tem vontade de socar algumas pessoas até elas sangrarem. Justamente quando está assim, ela vai até a academia do irmão, coloca as luvas e vai treinar boxe para descarregar um pouco a adrenalina. O irmão já sabe que quando ela soca sem parar, com o olhar realmente furioso, é que está muito nervosa. Em dias tranquilos, ela luta sorrindo e brincando. Certas vezes, quando a raiva está acima do normal, ela entra, dá “oi”, coloca as luvas, atravessa toda a extensão da academia com o olhar baixo e desconta toda a sua raiva no saco de areia. Várias vezes ela chegou a derruba-lo.


Esses treinos servem para acalmá-la, pois sua sala na faculdade é, digamos, estressantemente estressante. Em uma sala formada por 90% das famosas piriguetes, ela muitas vezes é incluída nesse grupo. E isso ela não suporta. Mas é lógico que ninguém é de ferro, muito menos a Taís, que discute algumas vezes por semestre com suas coleguinhas safadinhas. A última discussão foi há dois meses, quando ela levantou sua colega alguns centímetros do chão e quase arrebentou a cara dela após sofrer provocações de mau gosto. Seguraram sua mão na hora do nocaute.

Aos fins de semana, a nossa garota gosta de ler, escrever, desenhar e, é claro, ouvir muita música – rock, de preferência. Às vezes um passeio no shopping com as amigas ou uma festinha. Pizza com o mano, guerrinha de travesseiros, passear com a Dara, sua cadela de estimação... Ficar com a família, arrumar sua bagunça e inspirar seus amigos a escrever sobre ela.

Essa é a nossa Taís, a menina guerreira!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ao Lado de um Grande Homem...

Contos e Músicas: Uma parceria que deu certo

Destrua Este Diário: O Início